Os 30 alunos da unidade, patrocinada pela EBRASIL Epesa, agora recebem aulas de violino, viola, violoncelo e contrabaixo, com monitores selecionados no Núcleo do Coque

 Por Jefferson Sousa/ Assessoria da Orquestra Criança Cidadã

Em conjunto com a EBRASIL Epesa, patrocinadora responsável pelo núcleo de Igarassu, a Orquestra Criança Cidadã promoveu a inauguração de quatro salas acústicas para a ampliação do ensino musical na unidade, no dia 19 de março de 2019. O evento contou com as presenças de João Targino, idealizador e coordenador geral da Orquestra Criança Cidadã, Dionon Cantareli, presidente do Grupo EBRASIL Energia, e Mary Cantarelli, diretora de responsabilidade social e cultural da EBRASIL Energia.

A EBRASIL Epesa iniciou a parceria com a OCC no ano de 2015 com apoio financeiro à Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Coque e, em 7 de fevereiro de 2017, inaugurou, dentro do complexo das usinas termoelétricas Pau Ferro I e Termomanaus, o Núcleo de Igarassu, que passou a ofertar aulas de musicalização, flauta doce e escaleta, a 30 alunos da comunidade de Chã de Cruz, no km 20 da Estrada de Aldeia. A partir de agora, estes 30 alunos, entre 9 e 16 anos, terão a oportunidade de se especializarem em um instrumentos de cordas.

O violoncelista Davi Christian, o violista Italo Douglas, o contrabaixista Ítalo Ferreira e a violinista Micaele Silva, todos músicos experientes oriundos do Núcleo do Coque, passaram a ser os monitores responsáveis pelas aulas dos seus respectivos instrumentos. “Fiquei mais animado ainda quando vi o brilho nos olhos dos meus futuros alunos. Como foi para mim quando entrei no Núcleo do Coque, é evidente a esperança que nasceu para cada um dali e fico muito feliz em saber que farei parte disso”, contou Davi Christian.

Antes de a cerimônia ter início, a psicóloga do Núcleo do Coque, Flávia Félix, fez uma dinâmica com os alunos. Já na abertura da cerimônia, os jovens músicos demonstraram o que aprenderam nesses últimos dois anos, ao realizarem uma apresentação de canto coral e escaletas, regidos Basemate Neves, professora de Teoria Musical que os acompanhou desde o início do núcleo.

“O que estamos presenciando não é só uma conquista para a Orquestra Criança Cidadã, mas sim para a OCC e o seu braço forte que é a EBRASIL. Há três anos, dona Mary [Cantarelli] teve um sonho que nós abraçamos e hoje estamos alegres por presenciar como ele se tornou uma realidade tão bonita que vem para ampliar as oportunidades de jovens carentes da região. Espero que vocês, jovens alunos aqui presentes , reconheçam o braço estendido que estão ganhando e agarrem com todas as forças para se tornarem músicos e cidadãos admiráveis”, discursou João Targino, na ocasião.

“Quando apenas apoiávamos o projeto, vislumbramos que não bastava apenas colaborar com as crianças do Coque. Então, a gente entendeu que o ideal seria trazer para dentro da usina, aqui em Igarassu, e beneficiar a população local, assim como foi feito. Mas, indiscutivelmente, os resultados superaram as nossas expectativas. Pretendendo agigantar mais ainda esse projeto, inauguramos as quatro salas com acústica especializada e adquirimos instrumentos para que essas crianças possam se aperfeiçoar em cada uma das suas áreas escolhidas”, afirmou Dionon Cantareli, presidente da EBRASIL.

Mary Cantarelli sintetizou a sua emoção ao discursar, reafirmando o clima comemorativo que contagiou todos os funcionários do local: “É um sonho realizado para mim e para todas as pessoas que frequentam diariamente a EBRASIL, pois a dedicação e o carinho que essas crianças têm nos inspira”.

Ao final do evento, duas alunas fizeram o uso da palavra. “No dia em que me ligaram para dizer que eu tinha sido aprovada, eu chorei muito de alegria, pois algo me dizia que ali estava para nascer um grande sonho. Eu estava certa, pois eu mude muito aqui dentro. Meu sonho agora é me tornar uma grande musicista no meu instrumento, que a partir de agora é o violino”, contou Tassyla Vitória Pereira, 12 anos. “Quero agradecer muito aos senhores por eu poder fazer parte deste projeto hoje. Aqui dentro, passei a ser mais estudiosa e comecei a acreditar que eu posso chegar em qualquer lugar do mundo”, disse Maria Eduarda Barros, de 14 anos, que foi respondida de imediato por João Targino: “Sim, você pode chegar.”


JCPM Trade Center
Av. Engº Antônio de Góes, 60 - salas 801/805 - 51010-000 - Recife/PE
Fone +55 81 3092-4555 | contato@ebrasilenergia.com.br

© 2016 EBRASIL Energia - Desenvolvido por Ijoin - Gerando Idéias, Gerindo Negócios