A emoção tomou conta na terceira edição do projeto Música para Todos. Isso porque os músicos da orquestra Infanto-juvenil da Orquestra Criança Cidadã participaram pela primeira vez da ação que foi realizada no Instituto Materno Infantil de Pernambuco (IMIP), no período da manhã, e no Abrigo Cristo Redentor, localizado em Jaboatão dos Guararapes, no período da tarde. As apresentações tiveram duração de cerca de uma hora com um repertório que passeou pelas canções infantis até clássicos da Música Popular Brasileira. Niedja Silva, mãe de uma paciente que está internada no setor de oncologia infantil do IMIP, contou que esse tipo de ação traz alegria de todos que estão no hospital. “É muito importante ver algo assim, porque motiva e desperta interesse. A gente mesmo está há dois anos e três meses com a minha filha de dois anos e oito meses”, contou. O momento mais emocionante no período da manhã foi quando Niedja pediu licença à orquestra e mostrou a sua filha e aos outros pacientes um pouco de suas habilidades no violino. “Eu tenho uma trajetória com a música, iniciei licenciatura em música, mas tive que parar por conta da doença da minha neném. Eu  toco sax, toco violino, toco teclado e esse momento foi realmente muito especial”, revelou.

A emoção não foi diferente no abrigo Cristo Redentor. Seu Sebastião Antônio da Silva, de 91 anos, nunca tinha visto a apresentação de uma orquestra. Ele diz que se encantou com a delicadeza das músicas tocadas pelos jovens da Orquestra Criança Cidadã e do convidado internacional o músico Amijad Shalev, argentino, que encantou a todos com as apresentações de tangos argentinos ao som do bandoneón . Assim como seu Sebastião, outros 50 idosos tiveram uma tarde bem diferente e emocionante, ao acompanhar a apresentação. O repertório da Orquestra, que variou desde clássicos internacionais até o xote de Luiz Gonzaga, também apresentou cantigas de roda que levaram os idosos a relembrar a infância. “Viajei no tempo! Lembrei-me da minha infância! Foi tão bom”, revela seu João Rosevelt, de 78 anos, que vive no abrigo desde os 66.

Para dona Risolete de Paula, de 66 anos, ouvir as músicas e dançar na cadeira de rodas lhe trouxe as melhores lembranças. “O que mais gostei foi de ouvir o xote. Era o tipo de música que eu gostava de dançar com o meu marido! Ah, se ele estivesse aqui…”, suspira. Dona Luzinete Maria da Silva, de 70 anos, também se arriscou a cantar e dançar um pouco. “Eu adoro. Quando avisam que tem festa eu venho logo. Gosto muito de festa, de dançar forró!”, revela.

Ao todo, mais de 400 pessoas vivem no abrigo, onde recebem atendimento médico, acompanhamento de enfermeiros, atividades recreativas e refeições. O abrigo recebe apoio da prefeitura, mas também vive de doações. No entanto, muitos idosos amargam um pouco de solidão, já que não costumam receber visitas dos filhos ou parentes. “Eles vivem muito bem aqui, mas mesmo com o carinho de todos os que trabalham aqui, não é possível suprir a falta que todos sentem da família. Momentos como esse ajudam a tornar um pouco mais agradável a rotina dessas pessoas, que já viveram tantos momentos difíceis e que agora precisam de descanso, amor e carinho”, afirma a administradora Abigail Lins Guedes, representante da prefeitura de Jaboatão.

As apresentações fazem parte do Projeto Música Para Todos, que tem levado a Orquestra Criança Cidadã a lugares onde há pessoas que não poderiam se deslocar para acompanhar o espetáculo. O sorriso e animação dos pacientes do IMIP e dos idosos mostraram que o objetivo do projeto foi alcançado. “A música emociona. Me deixa feliz. Mexe com o corpo. Que grande presente foram essas apresentações”, disse seu João Florentino, de 88 anos, enquanto dançava tango no salão do abrigo.

 


JCPM Trade Center
Av. Engº Antônio de Góes, 60 - salas 801/805 - 51010-000 - Recife/PE
Fone +55 81 3092-4555 | contato@ebrasilenergia.com.br

© 2016 EBRASIL Energia - Desenvolvido por Ijoin - Gerando Idéias, Gerindo Negócios